Sexta-feira, 6 de Julho de 2007

1.º Festival nacional da viagem em bicicleta


Aqui está um evento interessante, organizado por uma editora especializada na temática das bicicletas - Ediciclo (em Itália).



publicado por JCM às 18:25
link do post | comentar | favorito

Educação e Sensibilização nas Empresas

Uma empresa canadiana, a Cycling Solutions, efectua workshops a trabalhadores de empresas interessadas, sobre as vantagens da utilização da bicicleta, sobre a sua utilização de forma segura e sua manutenção.

http://www.cyclingsolutions.ca/workshops/

publicado por JCM às 10:28
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 5 de Julho de 2007

Folhetos informativos de pistas cicláveis


Um exemplo de uma legenda de uma planta das pistas cicláveis de Norwich.

publicado por JCM às 12:12
link do post | comentar | favorito

What bike-friendly looks like?


foto: http://www.i-sustain.com/

Good bicycling infrastructure is something few on this continent have seen. It doesn't mean a "bike route" sign and a white stripe along the arterial. It doesn't mean a meandering trail shared with joggers, strollers, and skaters.

Bike friendly means a complete, continuous, interconnected network of named bicycle roads or "tracks", each marked and lit, each governed by traffic signs and signals of its own. It means a parallel network interlaced with the other urban grids: the transit grid on road or rail; the street grid for cars, trucks, and taxis; and the sidewalk grid for pedestrians. It means separation from those grids: To be useful for everyone from 8-year-olds to 80-year-olds, bikeways on large roads must be physically curbed, fenced, or graded away from both traffic and walkers. (On smaller, neighborhood streets, where bikes and cars do mingle, bike friendly means calming traffic with speed humps, circles, and curb bubbles).

Picture a street more than half of which is reserved for people on foot, bikes, buses, or rail; on which traffic signals and signs, street design, and landscaping all conspire to treat bicycles as the equals of automobiles. This is what bike friendly — what Bicycle Respect — looks like.

Such "complete streets" are common in Denmark, the Netherlands, and other northern European countries. Copenhagen has more than 200 miles of "bicycle tracks" and another 40 miles planned or under construction. You can see photos of what I mean here. These tracks, which are typically above street grade and below sidewalk grade, can move six times more people per meter of lane width than motorized lanes of Copenhagen traffic. That's right: Because cyclists can travel close together, bike tracks have higher traffic "throughput" than do car lanes.
Copenhagen has even synchronized traffic signals — for bikers. An average-speed bike commuter going downtown will rarely see a red light.

What does bike friendly look like? It looks like a 60-year-old and her granddaughter on two-wheelers, getting the green light at each intersection they approach, while drivers brake to stay out of their way.

What does bike friendly look like? Watch this video to see. Though it's Big Apple-centric, it includes footage of physically separated bike lanes from around the world.
(If you want to see more video of bike-friendly cities, there is plenty to choose from. The best I've found online are Copenhagen – City of Cyclists made by the city government and Amsterdam: The Bicycling Capital of Europe made by Dan Kaufman of Portland.)

in http://crosscut.com/transportation/3741/

publicado por JCM às 11:06
link do post | comentar | favorito
Domingo, 1 de Julho de 2007

Bicicletada em Budapeste, 2007






Budapest sees record long bicycle procession

A "massa crítica" organizada recentemente em Budapeste mobilizou cerca de50.000 participantes, tendo sido considerado o maior evento mundial do género.

publicado por JCM às 19:59
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 29 de Junho de 2007

Ciclo-Oficina Gratuita de Lisboa

Dia "6 de Maio de 2007, em Lisboa, um grupo de cidadãos montou em plena rua uma ciclo-oficina GRATUITA, oferecendo vida à rua dos Bacalhoeiros que tem estatuto de livre de trânsito, mas que é constantemente invadida pelo automóvel.Apareceram cerca de 10 pessoas que costumam participar na massa critica e/ou que estão de alguma forma ligadas à divulgação de modos sustentáveis e agradáveis de utilização do espaço público... Apareceram cerca de 3 ou 4 pessoas que realmente precisavam de arranjar a bicicleta! Apareceram alguns peões que nos iam perguntando mais coisas e que apoiaram a iniciativa, pedindo mais informações, tanto sobre a oficina, como sobre a massa critica, ou até como poderiam aprender a andar de bicicleta.A ocupação da rua, foi de facto algo importante, a união de esforços e reunião das pessoas com ideias semelhantes ainda mais! De facto, o importante não será contar o número de bicicletas que são arranjadas ou afinadas, mas sim ter uma plataforma de conversa, de geração de ideias, de congregação de esforços... uma plataforma real, e não on-line (ou virtual). As relações humanas, as conversas, os sorrisos e os sujares de mão são de facto uma mais valia.Espera-se que a iniciativa seja regular e crescente, sendo importante esta ocupação saudável do espaço público, não só para os utilizadores de bicicleta na cidade, mas também para possíveis futuros utilizadores, como ponto de informação, esclarecimento ou simplesmente de convívio e participação cívica.No dia 17 de Junho 2007, a seguir à realização da ciclo-oficina (18h00) serão apresentados alguns filmes na Associação Cultural dos Bacalhoeiros seguidos de discussão sobre a temática da mobilidade urbana.Na certeza de que há muita gente interessada no tema, mas que ainda não tomou o primeiro passo, é preciso desencadear processos de ignição e de despertar para a mudança da realidade...No final do dia, já não existiam carros estacionados na rua dos bacalhoeiros...A Ciclo-Oficina Gratuita de Lisboa teve início em Março de 2007 e realiza-se nos 1º e 3º Domingos de cada mês. A FPCUB apoiou desde o primeiro momento esta iniciativa e ofereceu uma caixa de ferramentas e um suporte para bicicletas.Aviso: Não se fornecem peças para o arranjo das bicicletas. Apenas se disponibiliza a mão de obra."

Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores da Bicicleta - http://www.fpcub.pt/

publicado por JCM às 11:28
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

Cities for Cyclists

Site de uma Rede Europeia de Cidades que pretende promover a troca de experiências e informação relativa à mobilidade ciclável.
Infelizmente, não existe nenhuma cidade portuguesa envolvida no projecto, mas fica aqui o desafio.
O site contêm também uma série de documentos em formato digital a nível de política e de desenho de uma estratégia para a mobilidade ciclável, bem como guias mais técnicos para o desenho de redes cicláveis.

http://cities-for-cyclists.org/

publicado por JCM às 09:40
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 97 seguidores

.pesquisar

 

.Novembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Ciclobibliotecas

. MejorConBici

. Live Bicycle, Bicycle as...

. Construtora dá bicicleta ...

. 15 profesionales sanitari...

. Bicicletada São Paulo

. Massa crítica em Aveiro, ...

. BUGA

. Kit Bike Tour

. 6000 inscrições no Porto ...

.arquivos

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Sintese do evento be IN A...

SAPO Blogs

.subscrever feeds