Quinta-feira, 5 de Julho de 2007

Amesterdão, a paixão da bicicleta (1)



Amesterdão é uma cidade organizada em torno da bicicleta


publicado por JCM às 01:43
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 4 de Julho de 2007

Projectos da União Europeia

Existem projectos e iniciativas, em termos de mobilidade sustentável, financiadas pela União Europeia, que podem ser utilizadas pelo poder local.

Na área das estratégias integradas, do Projecto POLIS, que é uma rede de cidades e regiões europeias que trabalham em conjunto para desenvolver tecnologias e políticas inovadoras para o transporte local e onde são abrangidos projectos com medidas inovadoras surge o Projecto CIVITAS (Cleaner and Better Transports in Cities), projecto que começou em 2002 – CIVITAS I (2002-2006) e o CIVITAS II em 2005 (2005-2009), e tem como objectivo encaminhar o sistema de transporte para um uso mais sustentável através da combinação de tecnologias e de políticas estratégicas.

O CIVITAS desenvolve vários projectos, sendo de destacar para este blog, o projecto TELLUS, projecto que tem como objectivos melhorar e aumentar os sistemas de transportes públicos e de transportes não motorizados como a bicicleta.

ver site: http://www.civitas-initiative.org/project_sheet?lan=en&id=7


publicado por JCM às 11:05
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 3 de Julho de 2007

Alentejo poderá ter 500 quilómetros de ecopistas

in http://www.opcaoturismo.com/noticia.php?id=6703


2007-06-25 09:02:47 Alentejo poderá ter 500 quilómetros de ecopistas
O Alentejo poderá vir a ter, até final de 2013, uma rede de ecopistas com um total de cerca de 500 quilómetros, resultante do aproveitamento de ramais férreos, estradas desactivadas e percursos rurais de ligação.

Promover e divulgar o Plano Nacional de Ecopistas (PNE) da REFER, com destaque para o Alentejo, e promover e divulgar o património edificado nas linhas ferroviárias desactivadas foram os principais objectivos do workshop "Plano de Ecopistas na Região do Alentejo - Mobilidade, Turismo e Desenvolvimento Sustentáveis e Valorização do Território" que aconteceu em Évora.

No workshop foi dado conta do Esquema Director de Corredores Verdes que a CCDRA quer implementar, durante o actual período de fundos comunitários (2007/2013), para criar uma rede de ecopistas, em via-férrea, antigas estradas e outros percursos de ligação.

Actualmente, no Alentejo, esse tipo de percursos não motorizados, onde se pode andar a pé, de bicicleta, em patins ou a cavalo, já está implementado em Évora, em cerca de 70 quilómetros. Neste município, encontram-se em utilização uma ecopista no antigo ramal ferroviário para Mora, que está feita até ao limite do concelho de Arraiolos, e percursos ambientais na Serra do Monfurado e entre as freguesias dos Canaviais e Bacelo. A par das vias-férreas desactivadas, foi revelado ainda que a antiga Estrada Nacional 18 (EN18), paralela ao IP-2, entre Évora a Beja, também poderá ser aproveitada como ecovia, permitindo ligar S. Manços (Évora) até Castro Verde (distrito de Beja).

Recorde-se que a rede nacional de ecopistas em vias-férreas desactivadas integra a Rede Verde Europeia para o Mediterrâneo Ocidental, em criação, para ligar o Sul de Portugal ao Sul de Itália. No caso português, dos 710 quilómetros de canais ferroviários desactivados elegíveis para o PNE, 58 quilómetros, em cinco zonas diferentes, são já utilizados como ecopistas e a REFER tem protocolos com municípios para o aproveitamento de um total de 449 quilómetros.


publicado por JCM às 15:55
link do post | comentar | favorito

Petição pelos direitos dos ciclistas

A Plataforma para a promoção do uso da bicicleta tem em desenvolvimento uma petição pelo direito dos ciclistas em Portugal e a necessidade de revisão do Código da Estrada

A petição critica a última versão do Código da Estrada (Decreto-Lei nº 44/2005 de 23 de Fevereiro) nomeadamente o artigo 32º que retira expressamente à bicicleta a prioridade em cruzamentos, mesmo em circunstâncias em que seria aconselhável e intuitivo que a tivesse.

Para além disso refere-se que "a obrigatoriedade de transitar o mais próximo possível das bermas ou passeios (artigo 90º), sem deixar o ciclista fazer a avaliação subjectiva da sua segurança, é uma regra há muito abandonada pela maior parte dos códigos da estrada europeus".

A petição termina sugerindo que "um intenso programa para a educação da segurança rodoviária para todas as idades, uma revisão do código da estrada, para que este proteja de forma efectiva o ciclista e nele inclua noções mais actuais e razoáveis de encarar o uso da bicicleta em Portugal".

publicado por JCM às 14:10
link do post | comentar | ver comentários (22) | favorito

Cooperação entre cidades europeias no âmbito da Mobilidade Ciclável

Cinco grupos de cidades europeias que se associaram (algumas delas no âmbito do Programa INTERREG III) com o objectivo de contribuir para uma melhoria das condições da mobilidade ciclável e um aumento da utilização da bicicleta(Urbike, Baltic Sea Cycling, Bypad e Spicycles) , propuseram no Velocity 2007, a criação, com base nas existentes, de uma rede mais alargada de cidades europeias.

Esta rede seria dedicada à troca de conhecimento e de experiências entre elas.

http://urbike.net/rubrique.php3?id_rubrique=14

publicado por JCM às 11:52
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 2 de Julho de 2007

A mobilidade ciclável nas políticas europeias de transporte

A propósito da referência de Fernando Alves (Sinais / TSF) ao parecer do Comité Económico e Social Europeu (25 e 26 de Abril) sobre a importância da mobilidade ciclável nas políticas europeias de transporte, e com os agradecimentos ao http://menos1carro.blogs.sapo.pt/, aqui ficam as principais conclusões:

  • Não há (ainda) uma política europeia de utilização do velocípede. No entanto, a Comissão Europeia apoia, através de programas de subsídios, a investigação, o desenvolvimento e a aplicação de projectos no âmbito da política de mobilidade sustentável e da utilização racional da energia.
  • O CESE recomenda que a utilização do velocípede seja integrada na política de transportes e de infra estruturas, em geral, e passe a ocupar uma posição de destaque no futuro Livro Verde sobre o tráfego urbano.
  • Na Europa, em todos os comboios, incluindo naturalmente os comboios internacionais de alta velocidade, deveria haver obrigatoriamente um compartimento para o transporte, por exemplo, de bicicletas.
  • Importa prever requisitos mínimos de qualidade que as infra estruturas para velocípedes construídas com subsídios comunitários deverão respeitar.
  • O CESE recomenda que se disponibilizem também dotações orçamentais comunitárias para subsidiar a construção de infra estruturas cicláveis . Estas já deram provas na prática da sua eficácia em cidades e países europeus.
  • A Comissão Europeia deve continuar ou passar a apoiar financeiramente o intercâmbio de conhecimentos, as boas práticas e as acções de sensibilização para a utilização da bicicleta, tornar obrigatória a inclusão da política velocipédica (por exemplo, a intermodalidade entre a bicicleta e os transportes públicos) em todos os projectos por si subsidiados no domínio dos transportes.
  • Seria conveniente estimular, também ao nível europeu, a elaboração e a aplicação de normas de segurança adequadas tanto para o ciclista e o seu meio de transporte como para a infra estrutura e o tráfego circundante.
  • A política de utilização da bicicleta deve também ser integrada no futuro desenvolvimento da política europeia em matéria de ordenamento do território, nomeadamente da política de construção urbana, ambiente, economia, saúde, formação e educação.
  • A Comissão Europeia deveria organizar melhor o acompanhamento e a recolha de dados sobre a utilização da bicicleta na Europa e estimular a harmonização de métodos de investigação.
  • A Comissão Europeia deveria continuar a apoiar financeiramente o estabelecimento dos percursos EuroVelo de modo a criar uma rede europeia de ciclovias, ou seja uma RTE (rede transeuropeia) para bicicletas.
  • É conveniente que uma organização europeia subsidiada pela Comissão Europeia assuma a responsabilidade pela gestão e pelo secretariado da rede Eurovelo e dos diversos percursos EuroVelo que terminam como projecto, com o objectivo de velar pela prossecução da manutenção das infra estruturas e pela prestação centralizada de informações aos ciclistas.

http://menos1carro.blogs.sapo.pt/29201.html

publicado por JCM às 01:03
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

O projecto de mobilidade sustentável

No âmbito do Projecto de Mobilidade Sustentável a Agência Portuguesa do Ambiente (ex-Instituto do Ambiente) encontra-se a promover um conjunto de planos de mobilidade sustentável para cerca de 40 municípios (previamente seleccionados).

Os trabalhos desenvolvem-se através de um protocolo de colaboração estabelecido entre a APA e com um conjunto de centros universitários que desenvolvem, durante um ano, um plano de mobilidade sustentável para cada um dos municípios seleccionados.

A Universidade de Aveiro encontra-se envolvida na elaboração dos planos de mobilidade sustentável dos municípios da Murtosa, de Oliveira de Frades e de Pombal.

No caso da Murtosa, por indicação do executivo a temática da mobilidade ciclável assumiu a prioridade. Em breve daremos conta dos primeiros resultados do estudo.


publicado por JCM às 00:00
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Domingo, 1 de Julho de 2007

Quanto maior o nº de ciclistas, menor o número de acidentes entre automóveis e bicicletas


Um estudo recentemente publicado demonstra que, ao contrário do que eventualmente se poderia supor, quanto maior o número de utentes da bicicleta, menor o número de colisões entre automóveis e ciclistas.

A explicação avançada aponta sobretudo para uma mudança de atitude dos condutores, ajustando o seu comportamento na presença de utentes da bicicleta.

O estudo concluí ainda que as políticas de incentivo do uso da bicicleta, demonstram ser eficazes na melhoria da segurança da circulação ciclável.


Safety in numbers: more walkers and bicyclists, safer walking and bicycling
Peter Lyndon Jacobsen, Public Health Consultant, 4730 Monterey Way, Sacramento, CA 95822, USA;
jacobsenp@medscape.com
tags:

publicado por JCM às 23:20
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Bicicletada em Budapeste, 2007






Budapest sees record long bicycle procession

A "massa crítica" organizada recentemente em Budapeste mobilizou cerca de50.000 participantes, tendo sido considerado o maior evento mundial do género.

publicado por JCM às 19:59
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 97 seguidores

.pesquisar

 

.Novembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Projecto Cicloria

. Conferência ‘O Lazer e o ...

. Assine a petição

. ECOPISTAS. Corredores ve...

. Inauguração do NaturRia (...

. Poster do Projecto de Mob...

. Conferência Final de ence...

. 90 quilómetros de ciclovi...

. Murtosa Ciclável

. O Projecto de Mobilidade ...

.arquivos

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Sintese do evento be IN A...

SAPO Blogs

.subscrever feeds